55be28b9a3943ab4cc659c83744589f8fonte: Diário Web

O caso de Luiz Felipe Valério, 12 anos, portador de leucemia, despertou o espírito solidário de moradores de Rio Preto e região. A família do xará do técnico da Seleção Brasileira recebeu ligações, ao longo do dia, de pessoas que se sensibilizaram com o drama do garoto, relatado ontem pelo Diário. A mãe, Leny de Fátima Valério, 49 anos, afirma ter ficado surpresa com a repercussão. “Não tenho como agradecer. Qualquer ajuda é necessária e bem-vinda.”

Além de bens materiais, pessoas se candidataram a doar sangue e até medula para o menino, que mora em Mirassol. “Uma moça que eu nunca vi na vida veio até a minha casa e disse que ia se candidatar para ser doadora de medula. Fiquei muito grata por isso. Saber que pessoas ainda pensam em fazer o bem é gratificante.”

Diversas pessoas entraram em contato com o Diário querendo saber como podem ajudar a família. Todos preferiram não ter os nomes divulgados. Até o fechamento desta edição, a reportagem publicada na página do jornal no Facebook foi compartilhada por 41 pessoas e curtidas por 294 internautas. Leny afirma que a família continua com a campanha por doações de sangue e medula. “O quadro clínico dele tem piorado e ele tem precisado passar por transfusão de sangue. Já o transplante de medula é a nossa esperança.”

Para ajudar, basta ir até o Hemocentro de Rio Preto e apresentar o nome do garoto na hora da doação do sangue. A unidade fica na avenida Jamil Feres Kfouri, 80, Jardim Panorama, atrás do Hospital de Base. Funciona de segunda-feira a domingo, inclusive feriados, das 7 às 13 horas. Amanhã, devido ao jogo da Seleção Brasileira, a unidade funcionará até ao meio-dia. Informações pelo (17) 3201-5151.

Categorias: Notícias