fonte: O Globo

Facebook e Instagram lançaram, nesta quarta-feira, ferramentas que permitem aos usuários controlar o tempo gasto nas duas redes sociais. A novidade é resultado de uma pesquisa da empresa e de parcerias com especialistas em saúde.

O anúncio vem em um momento no qual o vício em smartphones e redes sociais é muito debatido. O Facebook também é alvo de críticas em função de escândalos de uso indevido de dados de usuários e de disseminação de notícias falsas na plataforma. Segundo as duas redes, oobjetivoéajud aros internautas aperceberemo tempo que passam conectados e a gerenciá- lo melhor.

Uma das novas opções é um painel no qual apessoa verifica o tempo gasto por dia na rede social. Há métricas mostrando os dias de maior ou menor uso.

Há também um meio de o usuário limitar o tempo diário de navegação, tanto no F acebo okquan tono Ins tagra m—quepertenceà companhia de MarkZuckerberg. Quando se atinge esse teto, o acesso não é bloqueado, mas o internauta recebe uma notificação de que está ultrapassando o patamar que ele mesmo estabeleceu como razoável.

Por fim, é possível silenciar as notificações recebidas por um período de 15 minutos a oito horas, para reduzir a tentação de acessar o perfil constantemente.

“O tempo que as pessoas passam no Instagram e no Facebook deve ser positivo, inspirador e com propósito”, declarou Ameet Ranadive, executivo do Instagram, em comunicado.

Para acessar as funcionalidades, será preciso ir às configurações dos dois aplicativos. No Facebook, bastará procurar a opção “Tempo no Facebook”. No Instagram, o usuário deverá clicar em “Sua atividade”.

As opções, porém, serão liberadas para os usuários aos poucos. Os americanos serão os primeiros a experimentar a novidade. Ainda não há data para a mudança chegar ao Brasil.

As empresas têm buscado adotar uma postura diferente, priorizando o bem- estar do usuário. Em junho, a Apple anunciou um aplicativo que detalha o tempo gasto no iPhone ou no iPad, permitindo até que o usuário crie um bloqueio de acesso ao atingir o limite, caso considere necessário.

Categorias: Notícias