Foto1fonte: O Globo

A foto de três crianças que estavam lutando contra o câncer, carecas e se abraçando, ganhou uma atualização com o trio agora em remissão e posando para uma imagem mais clara e cheia de vida.

Rheann Franklin, 6, Ainsley Peters, 5, e Rylie Hughey, 3, foram fotografadas no sábado, no estúdio das fotógrafas Lora Scantling e Christy Goodger depois de saber que todas estavam em remissão da doença.

Scantling disse à rede “ABC News” que a sessão de fotos parecia uma reunião de amigas.

– Elas estavam pulando para lá e para cá, se divertindo, como se dissessem ‘meus melhores amigos estão aqui’ – contou.

Foi Scantling quem primeiro juntou as meninas em abril do ano passado para uma sessão de fotos sob circunstâncias muito diferentes, quando todas estavam no meio de tratamentos contra o câncer. O padrasto da fotógrafa estava lutando contra um câncer de pulmão na mesma época e ela explicou queria fazer algo que tivesse impacto.

– Pensei quão doce seria, e coloquei um post no Facebook perguntando se alguém sabia de crianças lutando contra o câncer – disse.

Os pais de Rheann, Ainsley e Rylie responderam ao apelo de Scantling e em 5 de abril reuniram-se em seu estúdio e de Goodger para serem fotografadas.

– Elas entraram e, no segundo que elas se viram, falaram, ‘Ei, você não tem cabelo nenhum também. Você está passando pelo que eu estou passando’ – lembrou.

Segundo Scantling, no início todo mundo estava calmo, mas depois de alguns minutos eles estavam compartilhando histórias do hospital.

A mãe de Ainsley, que estava lutando contra a leucemia linfoblástica aguda na época, chamou a foto de um “olhar bonito de uma luta horrível”.

– No início, só queríamos fazer parte da conscientização e agora é uma foto viral incrível mostrando como os pequenos lutadores estão lidando com tudo – Andrea Peters disse à ABC News.

As fotógrafas, Scantling e Goodger, também ficaram surpresas que a foto das meninas – vestidas com roupas angelicais e se abraçando – tenha atingido tantas pessoas ao redor do mundo.

– Tem sido muito surreal, mas da maneira mais maravilhosa – disse Scantling. – Chorei quando ela se tornou viral, porque muitos fotógrafos sonham ter sua obra vista pelo mundo e Christy e eu tivemos sorte o suficiente de termos isso, e com uma imagem tão poderosa.

– Você pode sentir o que elas estão sentindo – disse ela.

Cópias da foto original das três meninas ainda estão disponíveis para compra on-line, com rendimentos que vão ajudar a cobrir as despesas médicas das meninas e para o Centro Jimmy Everest na Universidade de Oklahoma, onde as meninas foram tratadas.

Categorias: Notícias