Diagnóstico Precoce. Este é o principal fator que favorece a cura de qualquer tipo de câncer. Cerca de 70% das crianças acometidas pelo câncer podem ser curadas se o diagnóstico for precoce e a doença adequadamente tratada.

Porém, diagnosticar o câncer infanto juvenil é um grande desafio, já que os sinais e sintomas da doença em crianças e adolescentes não são precisos e podem ser confundidos com os de outras doenças benignas comuns da idade. Além destes fatores, o diagnóstico precoce acaba não ocorrendo diversas vezes por desinformação dos pais e, ainda, o medo que o diagnóstico de câncer causa.

O diagnóstico precoce depende do médico, mas também dos pais que devem estar alertas para o fato de que a criança não inventa sintomas e que ao sinal de alguma anormalidade, devem levar seus filhos ao pediatra para avaliação. É igualmente relevante saber que, na maioria das vezes, esses sintomas estão relacionados a doenças comuns na infância. Mas isto não deve ser motivo para que a visita ao médico seja descartada.

PRINCIPAIS SINTOMAS DE CÂNCER INFANTO JUVENIL

Manchas roxas pelo corpo, com sangramento em locais que não sejam de trauma
Dor de cabeça, que não melhora após o uso de analgésicos, acompanhado de vômitos
Caroços (ínguas) que continuam crescendo após a melhora do quadro inflamatório
Perda significativa de peso
Olhos inchados
Febre prolongada
Pneumonia sem cura
Aumento do volume abdominal
Dificuldade de engolir os alimentos
Otite crônica (inflamação no ouvido), acompanhada de dermatite seborréica
Mudança de cor, número e tamanho em pintas, verrugas ou sinais de pele
Mudanças rápidas ou demoradas no funcionamento intestinal
Reflexo branco na pupila (olho de gato)
Anemia inexplicada com ou sem dores ósseas
Caroços nos ossos
Mudança de comportamento, irritabilidade
Caso seu filho apresente um dos sintomas descritos acima, leve o ao pediatra para uma consulta. Não necessariamente o sintoma significa que seu filho tenha câncer, mas, como já foi dito, é importante que um médico avalie a criança para o diagnóstico correto sobre o que ela tem.

PRINCIPAIS TIPOS DE CÂNCER INFANTO JUVENIL

LEUCEMIA O câncer mais comum na infância, tem origem na medula óssea, onde é normalmente produzido o sangue, e apresenta sintomas como dor nos ossos ou nas articulações, palidez, manchas roxas, sangramentos, febre e abatimento. Seus índices de cura podem chegar a até 80%. Tipos de leucemia mais comuns na criança e no adolescente: Leucemia Linfoide Aguda (LLA) e Leucemia Mieloide Aguda (LMA). Tratamentos indicados: quimioterapia e, em casos excepcionais, transplante de medula óssea.

NEUROBLASTOMA Ocorre, geralmente, em crianças com menos de 5 anos e atinge regiões do corpo como abdome, tórax e pescoço, podendo ainda afetar fígado, óssos e a medula óssea. Os principais sintomas são aumento da barriga, fraqueza nas pernas, irritabilidade, dor e perda do controle da eliminação de fezes e urina. Tratamentos indicados: cirurgia e quimioterapia e, em alguns casos, radioterapia e transplante de medula.

SARCOMAS DE PARTES MOLES Atinge músculos e articulações, causando inchaço no local do tumor e dor. As regiões do corpo mais atingidas são cabeça, olhos, pescoço, área genital, braços, pernas e testículos (adolescentes). Tratamentos indicados: quimioterapia e cirurgia.

TUMORES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL Ocorre no cérebro e no cerebelo, e os sintomas mais comuns são dor de cabeça e vômitos pela manhã, tontura e perda do equilíbrio. Tratamentos indicados: cirurgia, quimioterapia e radioterapia.

LINFOMAS Com índices de cura de até 80% se diagnosticados precocemente, a doença pode atingir todo o corpo, gânglios e o abdômen e é mais comum em crianças com idades entre 5 e 12 anos. Os sintomas podem ser aumento dos gânglios, tumores na barriga ou dificuldade repiratória. Tratamentos indicados: quimioterapia e/ ou cirurgia e/ou radioterapia.

TUMOR DE WILMS É o tumor renal mais comum na infância, geralmente em crianças até 5 anos, e tem como principais sintomas caroço na barriga, sangue na urina, dores abdominais e pressão alta. Tem índice de cura de até 90%, caso haja um diagnóstico precoce. Tratamentos indicados: cirurgia e quimioterapia e, em alguns casos, radioterapia.

TUMORES ÓSSEOS Possui índices de cura de até 70% em casos de diagnóstico precoce, e ocorre com mais frequência em adolescentes. Os principais sintomas são pele vermelha e quente, dor próxima do joelho e inchaço na região do tumor. É comum o paciente relatar que bateu em algum local e que a dor não passou. Tipos de tumores ósseos mais comuns em crianças e adolescentes: osteossarcoma e sarcoma de Ewing. Tratamentos indicados: cirurgia e quimioterapia.

RETINOBLASTOMA Atinge, geralmente, crianças com idades abaixo de 4 anos e o principal sintoma se manifesta no olho, onde percebe-se um reflexo brilhante, parecido com o brilho que apresentam os olhos de um gato quando iluminados à noite. Alguns casos são hereditários. Com isso, se houver caso da doença na família, é recomendável a consulta com um oftalmologista. O retinoblastoma pode deixar as crianças estrábicas (vesgas), dar dor nos olhos ou até perder a visão. Tratamentos indicados: Tratamento com oftalmologista e, em alguns casos, cirurgia e quimioterapia.

HISTIOCITOSE Não é um câncer, porém é tratado por oncologistas. Principais sintomas: dermatite seborreica de difícil tratamento, caroços na cabeça, otite com pus nas orelhas que vai e volta, lesões na pele, fígado e baço aumentados, lesões nos ossos e anemia. Tratamentos indicados: cirurgia, quimioterapia e/ou radioterapia.

TUMORES GERMINATIVOS São tumores do ovário e dos testículos. Principais sintomas: meninas (dores abdominais, caroço no abdome, puberdade precoce, com crescimento dos seios e aparecimento de pêlos antes do tempo); meninos (aumento da bolsa escrotal). Tratamentos indicados: cirurgia e quimioterapia.